O veredicto

Faz dias que venho tentando escrever mais um post, mas não ando me sentindo bem. Hoje completamos quatorze semanas de gravidez e tem sido bem difícil. Primeiro, pelas questões emocionais e psicológicas e depois pelo corpo mesmo. Se, pra muitas, ficar grávida já é difícil, imaginem tomando 600 mg de progesterona a mais por dia! (Se você é daquelas que não sentiram absolutamente nada nos nove meses, por favor, nem me diz! Sou candidata a te invejar pro resto da vida).

Há duas semanas, os hormônios foram suspensos. Era esse o combinado: usar até os doze meses. Ufa! Isso foi um alívio indescritível. Vou voltar nesse assunto em outros posts, em que vou falar sobre a gestação. No entanto, quando eu estava começando a aproveitar, no exame de urina, detectaram a presença de bactérias. E tome antibiótico! Só que, claro, estando grávida e mais sensível, senti o estômago. Passei a ficar bem nauseada e a vomitar todo dia. Antes, os enjoos eram gigantescos, intermináveis, na alma mesmo, e eu estava exaurida. Não botava pra fora…

Pra completar, fiquei toda empolada, sabe-se lá por que. Faço questão de mostrar aqui a foto. Do nada! Cheguei em casa do trabalho me coçando e… voilà.

alergia

Não acabou, não! Com a imunidade baixa, peguei uma gripe na sequência. A segunda, desde o começo da gravidez. Tô lama! A médica – já estamos com a obstetra e não mais com a médica da fertilização – recomendou repouso. Portanto, estou em casa, porém sem força pra postar aqui. Queria adiantar bastante, pra chegar logo na gravidez, de fato… Já comecei a ser cobrada sobre a periodicidade das postagens. Nosso site está sendo lido e eu fico feliz por isso. Quero muito dividir a nossa história e, quem sabe, ajudar outras pessoas.

Vamos lá: o veredicto! O tão esperado teste de sangue, doze dias depois de colocar o embrião. Doze dias sem fim!

Um dos problemas de fazer teste de farmácia antes do prazo estipulado pelo médico é o risco do falso negativo. Acontece que o Beta Hcg, o hormônio da gravidez, pode não estar circulando de forma tão for a  a ponto de ser detectado na urina. Por isso morri de medo de fazer antes. No dia do exame de sangue… chega de espera, né? Horas antes, a gente estava lá: eu fazendo xixi no copinho, a Inês segurando. O coração no cérebro – nem na boca estava, de tão forte. Eu nem sabia ao certo o que iria sentir. Alegria absurda? Medo profundo? Tudoaomesmotempo.

Fomos à clínica, tiraram o meu sangue e voltamos pra casa. A médica ligou duas horas depois, confirmando. Ela estava muito feliz também. Deve ser péssimo ter que dar notícia triste e desconfio que ela precise dar muitas. Disse que, se não tivesse colocado um embrião, acharia que eram dois, de tão alto que foi o índice de HCG. Olha aí a força da Antonia. Como eu disse no post anterior… no fundo eu sabia. A Inês também. Não precisava nem de laboratório. Estava lá: grávida!! No nosso caso, grávidaSSSS. Claro que não era tudo, que as primeiras semanas eram meio incertas, porém, já tínhamos uma conquista. Inês e eu tínhamos grandes chances de nos tornarmos mães. Juntas!

Ai, meu Deus! Será que a gente ia saber? Será que isso não iria nos distanciar? Vou aguentar nove meses com alguém crescendo aqui dentro? Vai nascer um bebê com saúde? Vou amar a minha filha mais que qualquer outro ser no universo? Novamente as perguntas! Novamente uma ansiedade louca. Pra ser completamente verdadeira, o positivo não me fez sentir mais ou menos grávida ou mais ou menos mãe. Não brotou em mim aquele amor absurdo que tanta gente diz que sente de imediato. O que eu tinha era uma sensação desesperadora de que agora era irreversível.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s